OGN3SA0

AULA GRATUITA

Bartyra Ribeiro de Castro

AUTISMO: UMA QUARTA
ESTRUTURA PSÍQUICA?

Embora Jacques Lacan tenha falado muito pouco especificamente de autismo

em sua obra, seu ensino nos orienta categoricamente para que escutemos os autistas.

 

A forma de a psicanálise entender um tratamento em relação a qualquer sujeito é a partir do caso a caso. Vale ressaltar que, embora isto fale de algo da ordem do singular, da maneira própria que cada um tem de estar no mundo, este um a um é, sobretudo, uma forma de funcionamento psíquico. Isto quer dizer que, tanto um autista não funciona como outro autista, como ele não funciona como qualquer outro sujeito de outra estrutura psíquica. Trata-se, portanto, de um enlaçamento entre um universal da estrutura psíquica e a singular forma de funcionar de cada um. A sutileza deste enlaçamento justifica todo um campo de pesquisa.

Não consideramos o autismo uma doença ou uma deficiência, mas se insere entre as estruturas psíquicas como uma psicopatologia. Assim, se não é uma doença, não temos que buscar uma cura, mas um tratamento, ou vários. Tratar é oferecer melhores condições de vida, mesmo subjetiva. Temos, pois, uma forma própria de diagnosticar o autismo, baseada em parâmetros que dizem de nosso aparato conceitual.

O PIPA (e rabiola), criado em 2013, é um dos Programas gerenciados pela OSCIP Núcleo de Referência. O campo de investigação do PIPA (e rabiola) é pautado na orientação lacaniana do Campo freudiano, em especial, na de Jean-Claude Maleval, cuja maior baliza de pesquisa está na hipótese de que, partindo do proposto por Rosine e Robert Lefort, o autismo é uma quarta estrutura psíquica, além das conhecidas: neurose, psicose e perversão. Mas isto são as nossas premissas teóricas. Há outras dentro do próprio Campo freudiano, e outras tantas, entre os psicanalistas de diferentes orientações.

Para a Psicanálise de orientação lacaniana, é fundamental toda uma investigação diagnóstica para que se possa permitir uma leitura clara das formas de funcionamento autístico.

Nessa aula aberta ao público discutiremos sobre Autismo, com a psicanalista Bartyra Ribeiro de Castro, cocriadora, coordenadora e supervisora do Programa de Investigação Pssicanalítica do Autismo - PIPA ( e rabiola). Faça sua inscrição e participe ao vivo!

question.png

interaja ao vivo

Participe e interaja ao vivo com

Bartyra Ribeiro de Castro

laptop.png

AULA GRAVADA

A aula ficará gravada e disponível em nosso canal 

comunidade.png

COMUNIDADE

Faça parte da maior comunidade de psicanálise do Brasil

METODOLOGIA

Essa aula aberta ao público será transmitida no dia 03/06 às 19:00, no canal do Youtube do Instituto ESPE. A aula será coordenada e ministrada pela psicanalista Bartyra Ribeiro de CastroFaça sua inscrição gratuitamente e receba um lembrete no dia da aula!

GARANTA A SUA VAGA!

Faça sua inscrição e participe ao vivo. No dia encaminharemos o link para seu e-mail!

ONLINE

NÃO PERCA ESSA OPORTUNIDADE

Faça sua inscrição!

Após a inscrição você receberá um e-mail de confirmação

DÚVIDAS

Ainda ficou com dúvidas? Entre em contato com um de nossos representantes!

ANALISTA DOCENTE

WhatsApp Image 2022-05-25 at 09.48.45.jpeg

Bartyra Ribeiro de Castro

Bartyra Ribeiro de Castro, Psicanalista, Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Espírito Santo, Membro da Escola Brasileira de Psicanálise / Associação Mundial de Psicanálise. Fundadora as OSCIP Núcleo de Referência me 2005, Cocriadora, coordenadora e supervisora do PROGRAMA DE INVESTIGAÇÃO PSICANALÍTICA DO AUTISMO - PIPA (e rabiola), em 2013, com frentes de pesquisa em Vitória – ES, Teresópolis – RJ, Rio de Janeiro – RJ, Campina Grande – PB, São Paulo – SP e Teixeira de Freitas – BA. Responsável pela formação dos professores da rede pública municipal de Vitória quanto ao acolhimento e sustentação do ensino de crianças autistas, através dos projetos AUTISMO NO CINEMA e ESSE UM: CLUBE DO LIVRO SOBRE O AUTISMO, do PIPA (e rabiola). Coorganizadora dos livros: QUEM É MEU ALUNO?, DIÁRIOS DE BORDO e NÃO SEM ELES, juntamente com Ana Lúcia Sodré de Oliveira. Coordenadora do Programa de Investigação Psicanalítica do Autismo -PIPA (e rabiola) Vitória – ES e Teixeira de Freitas – BA.